Em dois meses, pagar uma conta será um processo muito mais simples


Fonte: Diário do Comércio
Categoria: Tecnologia
11/08/2020

Por Renato Carbonari Ibelli

Dentro de dois meses, os sistemas de pagamento passarão por uma verdadeira revolução que promete eliminar os intermediários das transações monetárias, permitindo assim que o dinheiro transite de uma conta a outra instantaneamente, a um custo próximo do zero.

O agente dessa transformação ganhou o nome de PIX. Ele é um sistema de pagamento desenvolvido pelo Banco Central (BC) previsto para entrar em operação dia 5 de outubro.

A base desse sistema são as carteiras digitais, como a PagSeguro, PayPal, Google Pay, Mercado Pago, entre outras. Elas possibilitam transações sem a necessidade do compartilhamento de dados bancários. O banco, um dos intermediários das operações financeiras tradicionais, é eliminado com o Pix.

Nesse novo sistema, o dinheiro migra de uma carteira digital para outra. Isso é feito principalmente com o uso de aplicativos para smartphone.

O consumidor entra na loja, aproxima o celular do QR Code do produto que deseja comprar e instantaneamente o valor a pagar sai de sua carteira digital para a carteira do lojista.

Não haveria mais a necessidade dos cartões e das maquininhas. Consequentemente, as tarifas desses meios físicos de pagamento deixam de existir.

Segundo o Banco Central, o custo do Pix será de R$ 0,01 por operação. Não está claro ainda se esta será a taxa para quem recebe o dinheiro. Quem envia não será taxado. E não há custo para a aquisição de uma carteira digital.

Clique aqui e leia o artigo completo!

Imagem: Raw Pixel em Unsplash


Voltar

CONHEÇA TAMBÉM OUTRAS SOLUÇÕES

Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço