Como o pequeno varejo pode sobreviver aos impactos da tecnologia


Fonte: Diário do Comércio
Categoria: Tecnologia
07/01/2020

Foto

Por Karina Lignelli 06 de Janeiro de 2020 às 07:00

O consumidor chega na loja de Uber. Pede comida pelo iFood. Faz posts dos produtos mais interessantes no Instagram ou outras redes sociais. E, no mínimo, não vive sem Whatsapp.

A colocação, do especialista Caio Camargo, sócio-diretor da GS&UP, define o novo momento do consumidor, ultraconectado e cada vez mais em busca de experiências e conveniência. Mas e a sua loja, está preparada para realidade virtual, superapps ou a integração entre on e offline - ou seja, os impactos da tecnologia?

Se alinhar-se às mudanças já é uma tarefa complexa para os grandes players, afirma Camargo, especialista em startups voltadas ao varejo e consumo, imagine o pequeno varejista que, mesmo consciente da necessidade de se atualizar, muitas vezes tem energia e capital de investimento restritos para fazer grandes avanços nesse sentido.

"É lógico que existem varejistas e varejistas. Haverá sempre os que já nascem antenados com o que está acontecendo, desafiando o mercado com novas propostas ou novos modelos de negócios", destaca. "Mas o que vai acontecer com a imensa maioria que vem fazendo tudo do mesmo jeito há anos, até mesmo décadas? Por onde começar?"

Clique aqui e leia o artigo completo!

Fonte: Diário do Comércio


Voltar

CONHEÇA TAMBÉM OUTRAS SOLUÇÕES

Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço