ACSP cria conselho de cibersegurança e proteção de dados


Fonte: Diário do Comércio
Categoria: Tecnologia
14/09/2021

Foto

Por Redação DC

A prevenção contra crimes virtuais e a educação digital serão temas frequentes dos debates da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A entidade discutirá e acompanhará estes e outros temas relacionados por meio do Conselho de Segurança Cibernética e de Dados Pessoais (CCIBER). 

Com a criação do conselho, a entidade visa ampliar o conhecimento dos associados e da sociedade sobre como proteger suas empresas e dados pessoais contra os ataques cibernéticos cada vez mais comuns no ambiente virtual, bem como debater sobre a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

O advogado especialista em cibercrimes e direito digital, Luiz Augusto D’urso, é o coordenador-geral do CCIBER. “Nosso objetivo é, além de debater, informar e desenvolver soluções que tragam segurança para o ambiente de negócio, principalmente no cenário digital”, afirma.

De acordo com dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da Secretaria Estadual de Segurança Pública, em 2020 os crimes praticados no ambiente virtual no Estado de São Paulo aumentaram 265%.

No mesmo período, as denúncias de crimes cometidos pela internet mais que dobraram em todo o país. Foram 156.692 notificações anônimas de janeiro a dezembro do ano passado, contra 75.428 em 2019, de acordo com a Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos da ONG Safernet Brasil em parceria com o Ministério Público Federal (MPF).

“Infelizmente os ataques virtuais cresceram, e empresas têm sido foco de grande parte destes cibercriminosos. Nosso trabalho também visa orientar empresários e a população em geral sobre como evitar e, também, as formas de reagir ao serem vítimas de golpes na internet ou de vazamento de dados pessoais”, diz D’urso.

Imagem: Pixabay


Voltar

CONHEÇA TAMBÉM OUTRAS SOLUÇÕES

Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço