A jornada de compra do cliente neste Natal


Fonte: Diário do Comércio
Categoria: Comércio
24/12/2019

Foto

Por Mariana Missiaggia 24 de Dezembro de 2019 às 07:00
Repórter mserrain@dcomercio.com.br

O comportamento do consumidor nas compras de final de ano vem se alterando nos últimos tempos. Com cada vez mais opções e ferramentas para pesquisar, comparar e acompanhar os preços, a busca pelos presentes começa cada vez mais cedo e em diferentes esferas - ruas, shoppings, internet e aplicativos.

Alguns estão atrás das melhores ofertas, outros de melhores condições de pagamentos, do menor tempo de entrega e ainda há quem paga para não ter dor de cabeço procurando vaga, entrando e saindo de loja  ou carregando um excesso de sacolas. Portanto, entender as preferências e acompanhar cada jornada é o grande trunfo dos lojistas para vencer a concorrência e garantir boas vendas.

Na hora das compras, 80% dos consumidores praticam tanto o webromming, em que pesquisam pela Internet e compram na loja física; quanto o showromming, no qual visitam a loja física, mas fecham a compra online, segundo levantamento da Criteo Shopper sobre o comportamento do consumidor brasileiro. Veja a seguir o que norteou as compras deste ano:

COMPRAS POR APLICATIVOS

O estudo “Connected Shoppers Report”, realizado pela Salesforce, mostra que 80% dos consumidores brasileiros planejam fazer compras via aplicativos, e 68% devem comprar mais em marketplaces.

A pesquisa também mostra que os brasileiros têm como principais fatores de decisão para as compras durante o período lojas que oferecem frete grátis, códigos promocionais e vendas via aplicativos. Este último quesito, aliás, deve ser um ponto de atenção para as empresas.

Por essa razão, muitas marcas prepararam seus aplicaivos para a alta demanda durante as compras de final de ano realizando testes prévios, como promoções antes da época de compras natalinas. Assim, foi possível testar o desempenho do app, identificar e corrigir erros, para estar 100% nos dias de pico. Outros pontos de atenção são o layout, quanto mais simples e com informações claras, melhor; e a navegação, que precisa ser simples, fluída e intuitiva.

Clique aqui e leia o artigo completo!

Fonte: Diário do Comércio


Voltar

CONHEÇA TAMBÉM OUTRAS SOLUÇÕES

Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço
Imagem serviço